quinta-feira, 26 de julho de 2012

A Rede Municipal de Ensino de Niterói (2009-2012)

O livro "Cenários e obstáculos para a reforma educacional" apresenta uma visão geral da rede municipal de ensino de Niterói e dos projetos pedagógicos desenvolvidos na rede nos últimos anos. O livro é também um registro da gestão do ex-presidente da Fundação Municipal de Educação (FME) Cláudio Mendonça, que liderou esta instituição entre os anos de 2009 e 2012. Dentre os projetos apresentados está o Tempo de Escola, sob o título "Metodologia de desenvolver projetos, tão raro quanto necessário em nosso país":
"Uma das iniciativas mais interessantes que foram desenvolvidas na rede e que merece sustentabilidade, e difusão como uma boa prática, foi a implantação de um sistema onde dois ou mais professores podiam se associar e apresentar o seu próprio projeto, e receber financeiramente do governo.
Através de um formulário eletrônico o professor inscreve seu projeto, descreve as atividades, aponta os objetivos e o indicador que pretende modificar. Depois da análise técnica ele recebe recursos em dinheiro, com posterior prestação de contas ou os insumos materiais necessários à sua execução."(p.127)
Além de uma descrição do projeto, o texto vem com o edital de lançamento, uma pesquisa de interesse realizada em 2011 e algumas fotos.

 O autor/organizador do livro no auditório da Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) durante o encerramento das atividades do Tempo de Escola em 2010 - ano em que o projeto foi lançado.

.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Escolas municipais de Niterói e seus patronos (1959-2008)

Dedicado aos Profissionais de Educação da rede municipal de ensino de Niterói, no período de 1959 a 2008, o livro "Escolas Municipais de Niterói e seus Patronos (1959-2008)" preenche uma lacuna da educação pública da cidade ao revelar as raízes históricas das escolas niteroienses e reunir uma pequena biografia dos patronos escolhidos para as unidades da rede. A maioria deles é pouco conhecida pelas comunidades escolares, assim como a própria história do ensino público no município. Neste primeiro volume são contempladas 38 escolas municipais, que funcionam (ou funcionaram) do 1º ao 9º ano do ensino fundamental. Creches ou UMEIs ficaram para um segundo volume.

Os autores Penha Maria Machado Diegues, Salvador da Mata e Silva e Neuza Feijó Machado à frente do busto de Euclides da Cunha no saguão da Câmara Municipal de Niterói, onde o livro foi lançado em 11 de julho, dia em que o Professor e Historiador completou 69 anos de vida.

Este é um tema que já inspirou matérias neste blog: quem dá nome às escolas municipais vol.1 e vol.2. Confira!

.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Reagrupando para resolver

E. M. Prof. André Trouche

"O projeto visa intensificar o trabalho pedagógico desenvolvido com os alunos do 1º ciclo, que vem apresentando dificuldades de aprendizagem. Buscamos estratégias no turno e contraturno para auxiliar os alunos que ainda não desenvolveram as capacidades de leitura e escrita. Neste sentido realizaremos reagrupamentos com objetivos específicos em grupos menores no qual o aluno participará de oficinas de leitura e contação de histórias, além de oferecermos acesso à atividades externas e também utilização de novas tecnologias e mídias na aprendizagem."

"Tem como finalidade reforçar o aprendizado da linguagem oral e escrita, ampliando os conhecimentos dos alunos que estão no 1º ciclo e que vem apresentando dificuldades significativas de aprendizagem."



Fotos enviadas pela estagiária Viviane Prata.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Reforço de língua portuguesa e matemática

E. M. Paulo Freire

"O presente projeto tem por finalidade propor aula de reforço de Língua Portuguesa e Matemática na Escola Municipal Paulo Freire para os alunos dos 3º e 4º ciclos com conceitos D e E, surdos e ouvintes, interessados em participar do projeto, no contraturno, entre os meses de maio e dezembro do ano letivo de 2011."

"Considerando a dificuldade de leitura, escrita e produção textual em Língua Portuguesa e a falta de conhecimento dos conceitos fundamentais da Matemática dos alunos dos 3º e 4º ciclos, propomos aulas de reforço no contraturno e visitas pedagógicas ao MAC, à Bienal e à cidade de Petrópolis, com o objetivo de fortalecer o vínculo existente entre os alunos e as professoras e dar continuidade à prática de visitas pedagógicas existente na escola desde 2004."



Fotos enviadas pelas Professoras Fabiana (Língua Portuguesa) e Fátima (Matemática), na Bienal do Livro (Rio) e no Palácio de Cristal (Petrópolis). O transporte para as saídas culturais foi disponibilizado por iniciativa das próprias professoras.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...